quarta-feira, 31 de outubro de 2012

A CRIAÇÃO - A ATIVIDADE DA CRIAÇÃO. Continuação.


Deus criou todas as coisas em "os céus e a terra":
"No princípio criou Deus os céus e a terra."(Gn 1.1).

"Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o SENHOR, o Criador dos confins da terra, nem se cansa, nem se fatiga? Não há esquadrinhação do seu entendimento"(Isaias 40.28).
 
"Assim diz Deus, o SENHOR, que criou os céus, e os estendeu, e formou a terra e a tudo quanto produz, que dá a respiração ao povo que nela está e o espírito, aos que andam nela."(Isaias 42.5)

sábado, 27 de outubro de 2012

A CRIAÇÃO

O DEUS DA CRIAÇÃO.
Deus se revela na Bíblia como um ser infinito, eterno, auto-existente e como a Causa Primária de tudo o que existe. Nunca houve um momento em que Deus não existisse. Conforme afirma Moiséis: "Antes que os montes nascessem, ou que tu formasses a terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade, tu és Deus (Sl 90.2). Noutras palavras. Deus existiu eterna e infinitamente antes de criar o universo finito. Ele é anterior a toda a criação, no céu e na terra, está acima e independe dela.
"aquele que tem, ele só, a imortaliddade e habita na luz inacessível; a quem nenhum dos homens viu nem pode ver; ao qual seja a honra e poder sempiterno. Amém" (1 Timóteo 6.16)

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Socialismo é ideologia, é messianismo, é religião. Como dizia Sun Tzu, não conhecer o inimigo em uma guerra é uma deficiência.

Marx disse: "elas são demônios que não podemos vencer sem nos submetermos a eles”. Eguinaldo Hélio de Souza. Antes que algum marxista-socialista-comunista reclame que esta exposição está incompleta, gostaria de lembrar que se trata de um artigo, não de um livro ou mesmo um ensaio. Logo, não poderá tratar de todos os pontos minuciosamente e sim da visão geral. A grande mentira a que me refiro é a mentira histórica que coloca no ringue o capitalismo contra o socialismo, como se estivéssemos falando de coisas com a mesma natureza. Não são. Que você acharia de ver no tatame um lutador de judô sendo desafiado por um cabrito? A disputa entre um rinoceronte e uma abóbora? Seria muito estranho, pois a natureza diferente dos rivais não tornaria a disputa coerente. Quando falamos de capitalismo, estamos falando de um sistema econômico. Iniciativa privada, acúmulo de capitais, propriedade privada dos meios de produção. O capitalismo tem haver somente em como os homens produzem. Se perguntássemos ao capitalismo algo sobre a natureza do homem, sua origem, seu destino, enfim, sobre as grandes questões filosóficas da humanidade ele diria para procurar uma religião ou sistema filosófico.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

PAIS E FILHOS 6 - Criando Filhos Sem Confusão 3

Dra. Mamãe 
Deus diz que as mulheres mais jovens devem receber seu treinamento das mulheres mais velhas, não dos doutores (Tito 2.4). Será que nós mães não somos as verdadeiras especialistas em como cuidar de crianças?

O que é que os especialistas têm a oferecer, afinal de contas? Eles só oferecem ensinos de livros (de livros escritos por outros especialistas). Além disso, normalmente eles observam crianças só em ambientes institucionais – tais como creches e escolas públicas. Eles não sabem observar um menino no gramado de sua casa, ao menos sem atrapalhar a espontaneidade dele. E é mais óbvio que eles não têm tempo suficiente para estudar pacientemente cada criança. A maior parte dos especialistas nunca viu um menino que não assiste à TV. Alguns nunca entrevistaram uma criança de um lar verdadeiramente cristão.

PAIS E FILHOS 5 - Criando Filhos Sem Confusão 2

Os Especialistas e Seus Métodos

Possivelmente nada tem causado tanto mal as famílias em nossa época quanto os especialistas. Como diz Thomas Sowell, um economista negro que vê a maioria das coisas com clareza:
“Já reparou quantos desastres seguem no rastro dos 'especialistas'? O período desde a 2 Guerra Mundial tem sido a grande era dos especialistas na área de criar filhos. Ninguém conseguia ligar o rádio ou o televisor, ou abrir um jornal ou revista, sem se deparar com um exército de especialistas nessa área.
A primeira coisa que esses especialistas frisavam é que os pais comuns estavam totalmente errados em sua maneira de lidar com crianças, não os métodos simplistas ou tradicionais. O que ocorreu em seguida foi um aumento sem precedente na delinquência juvenil, no crime, no suicídio e na gravidez entre adolescentes. A única coisa que diminuiu foi o bom desempenho das crianças na escola”.

PAIS E FILHOS 4 - Criando Filhos Sem confusão 1

Um dos maiores motivos por que as mães de hoje estão querendo tanto conseguir um emprego é simplesmente a fim de escapar dos filhos. Se me dessem um centavo por cada mãe com um filho na creche que foi trabalhar fora “para escapar de casa”, eu poderia comprar o estado de São Paulo inteiro. Isso nos dá muita coisa para pensar. Por que mulheres adultas estão sendo incapazes de cuidar de seus próprios filhos por mais que algumas horas por dia?

O motivo naturalmente, é que não é brincadeira ter crianças por perto. Crianças que amolam e se comportam mal esgotam qualquer um. A perspectiva de enfrentar toda aquela incessante gritaria sozinha por dezoito anos é de dar medo. Essa é a razão do sucesso das creches, das babás, do trabalho das mães fora de casa, etc.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

A farsa ianomâmi e a cobiça internacional sobre a Amazônia.

 por Roberto Gama e Silva A jornalista que inventou os “ianomâmis” não agiu por conta própria, mas influenciada pela organização denominada Conselho Mundial de Igrejas, com sede na Suíça.
Nos tempos da infância e da adolescência que passei em Manaus, minha cidade natal, nunca ouvi a mais leve referência ao grupamento indígena denominado “ianomâmi”, nem mesmo nas excursões que fiz ao território, acompanhando o meu avô materno, botânico de formação, na sua incessante busca por novas espécies de orquídeas. Tinha eu absoluta convicção sobre a inexistência desse grupo indígena, principalmente depois que aprendi que a palavra “ianomâmi” era um nome genérico aplicado ao “ser humano”.
Recentemente, caiu-me nas mãos o livro “A Farsa Ianomâmi”, escrito por um oficial de Exército brasileiro, de família ilustre, o coronel Carlos Alberto Lima Menna Barreto; credenciava o autor do livro a experiência adquirida em duas passagens demoradas por Roraima, a primeira, entre 69 e 71, como comandante da Fronteira de Roraima/ 2º Batalhão Especial de Fronteira, a segunda, quatorze anos depois, como secretário de Segurança do antigo Território Federal.
Menna Barreto procurou provar que os “ianomâmis” haviam sido criados por estrangeiros, com o intuito claro de configurar a existência de uma “nação” indígena espalhada ao longo da fronteira com a Venezuela. Para tanto citou trechos de obras publicadas por cientistas estrangeiros que pesquisaram a região na década iniciada em 1910, notadamente o alemão Theodor Koch-Grünberg, autor do livro “Von Roraima zum Orinoco, reisen in Nord Brazilien und Venezuela in den jahren 1911-1913”.

domingo, 21 de outubro de 2012

Compreendendo o Universalismo Religioso - "Não importa se você é cristão, ou budista, ou muçulmano, ou judeu" "Somos todos iguais. Todas as religiões são caminhos para Deus."

Autor: Carl Teichrib, Forcing Change, Volume 2, Edição 1. O processo de globalização tem um alcance muito além da economia. Como um sistema total, que incorpora elementos sociais e políticos, essa transição mundial foi colocada em marcha por diversas forças históricas e filosóficas. Neste contexto, a religião encontra-se na dianteira e no centro da busca por um novo paradigma internacional.
Em nenhum outro lugar isto é mais evidente do que na reorientação filosófica em direção ao universalismo religioso — a ideia que todas as religiões e fés são simplesmente caminhos divergentes que eventualmente levam ao mesmo objetivo final.
 
O controverso teólogo católico Hans Küng, defendeu essa posição no prefácio que escreveu para o livro The Meaning of Other Faiths:
 
"... após o ecumenismo intraprotestante e intracatólico, chegamos irrevogavelmente à terceira dimensão ecumênica, o ecumenismo das religiões do mundo!" [1].