sexta-feira, 16 de abril de 2010

Um pouco além do óbvio?



Crianças?


Um pouco além do óbvio!


-Vaticano é alvo de mais críticas por vincular gays à pedofilia-

Plantão Publicada em 14/04/2010 às 12h40m

Reuters/Brasil Online

Por Philip Pullella

CIDADE DO VATICANO (Reuters)

- Políticos e grupos representantes de gays condenaram o número dois do Vaticano nesta quarta-feira por dizer que o homossexualismo é uma "patologia" e vinculá-lo diretamente ao abuso sexual de crianças.As declarações feitas pelo cardeal Tarcisio Bertone durante visita ao Chile, e a controvérsia que desencadearam, fizeram manchetes nos grandes jornais italianos. O Ministério do Exterior francês e alguns blogs católicos que apoiam o papa também condenaram as declarações do cardeal.À medida que o escândalo em torno do abuso sexual de crianças por parte de padres vem se alastrando, alguns setores da Igreja Católica começaram a pedir uma revisão da norma da Igreja que proíbe os padres de se casarem, dizendo que o casamento lhes permitiria desfrutar de uma vida sexual saudável.Bertone, o secretário de Estado do Vaticano e que às vezes é chamado de "vice-papa", disse em coletiva de imprensa concedida em Santiago na segunda-feira:"Muitos psicólogos e psiquiatras já mostraram que não existe vínculo entre o celibato e a pedofilia, mas, me foi dito recentemente, muitos outros já demonstraram que existe uma relação entre homossexualidade e pedofilia.""Esta (a homossexualidade) é uma patologia que atinge pessoas de todas as categorias, e sacerdotes em grau menor, em termos percentuais", disse ele. "O comportamento dos padres neste caso, o comportamento negativo, é muito sério, é escandaloso."Ativistas de defesa dos direitos dos gays reagiram com escárnio e ultraje."É um absurdo científico. A Organização Mundial da Saúde descreve o homossexualismo como uma variante do comportamento humano. É a pedofilia que é uma patologia, um crime, e não o homossexualismo", disse Franco Grillini, ex-parlamentar que esteve na vanguarda do movimento italiano de defesa dos direitos dos gays."Pelo fato de terem seus próprios problemas com a crise dos abusos e de não saberem como lidar com isso, estão tentando transferir sua 'cruz' dos ombros deles para os nossos", disse Grillini à Reuters.... )



Voltando ao ano de 2006 leiam partes de uma matéria do nosso irmão Júlio Severo e confirme sua visão profética!




10 de abril de 2006
Padres, pedofilia e homossexualismo: a verdade que ainda não saiu do armário
Resumo: Embora a pederastia tenha uma ligação clara, natural e inegável com a homossexualidade, o que se vê na mídia é pederastia dentro das igrejas, pederastia dentro das famílias, mas jamais pederastia dentro do homossexualismo, num esforço flagrante de negar o inegável.

-Pedofilia como arma de guerra contra os cristãos
Nas notícias sobre padres pegos em abuso sexual de meninos, há uma insistência de se destacar o abuso, sem jamais citar nada que poderia minimamente levar o público a se lembrar de homossexualidade. Contudo, quando o homossexualismo e os que o praticam aparecem no noticiário, há todo cuidado para que de forma alguma a palavra pedofilia seja mencionada, a fim que o público nunca consiga associar um com o outro.

Para a imprensa liberal, o importante é que as pessoas sejam condicionadas a associar o abuso sexual de meninos principalmente à Igreja Católica e, por extensão, aos valores cristãos, que ficarão injustamente na posição desagradável de serem vistos, direta ou indiretamente, como as causas do abuso sexual de crianças. Nessa exibição desonesta e desequilibrada dos fatos, o homossexualismo e seus praticantes — que são as verdadeiras causas do abuso sexual contra os meninos — escapam impunes, enquanto o Cristianismo e seus valores servem de bode expiatório para tudo o que o próprio homossexualismo vem fazendo contras os meninos."

"As notícias de pedofilia na Igreja Católica são um alerta contra os perigos do homossexualismo
As denúncias de abuso sexual dentro do clero católico são um poderoso alerta para a sociedade, imprensa e igrejas evangélicas do que o homossexualismo pode fazer com homens em posição de liderança. Se a presença homossexual representa grande ameaça para os meninos até em meios conservadores, o que dizer então dos meios menos conservadores, onde o homossexualismo continua insistentemente acobertado?

O que dizer, por exemplo, dos ambientes em que pastores evangélicos e profissionais de psicologia apóiam os valores do movimento homossexual? Por isso, é preciso urgentemente abrir os olhos para o lado sombrio e bárbaro do comportamento homossexual. Afinal, se não há vontade social, individual, política e legal de enfrentar esse problema de frente, então por que desperdiçar o tempo atacando o crime de sexo com meninos mantendo suas causas escondidas no fundo do armário?

Se a pederastia é um crime tão grave, por que a imprensa não toma a iniciativa de lançar uma campanha em massa contra o homossexualismo?

Condenando as verdadeiras causas do abuso sexual contra meninos
A condenação à pederastia é certa e deveria ser contínua e firme, porém a condenação à pederastia praticamente restringe-se à família e à Igreja Católica, como se essas duas instituições fossem as causas do comportamento de homens que têm relações sexuais com meninos. A condenação à pederastia no meio da Igreja Católica tem sido um instrumento para questionar também as posições morais cristãs conservadoras. O discurso contra a pederastia tem sido habilmente usado para sufocar e envergonhar a Igreja Católica em sua posição em questões como aborto e homossexualismo, a fim de denegrir sua postura moral."

Contudo, quem já pensou em utilizar a pederastia para “denegrir” o homossexualismo? Embora haja uma ligação natural entre essas duas condutas, seríamos tratados impiedosamente se tentássemos mostrar a pederastia entre os homossexuais do jeito que a imprensa mostra a pederastia entre alguns padres."

"Se a imprensa quer ajudar, a verdade deve ser dita — a verdade precisa sair do armário. Os padres, turistas, jornalistas, médicos, pediatras, pastores, psicólogos, professores, artistas e outros profissionais envolvidos sexualmente com meninos devem ser punidos por seus crimes homossexuais e o homossexualismo precisa ser colocado na merecida categoria de fator de risco para abuso sexual de meninos."

"A própria Igreja Católica precisa fazer muito mais para punir os homossexuais pederastas em seu clero — até mesmo entregando-os às autoridades civis. O governo precisa garantir penas maiores e mais duras contra esse tipo de crime — até mesmo pena capital. A imprensa, as escolas e o governo precisam apoiar e encorajar a oposição ao homossexualismo".

"O que deveria ser feito é atacar o homossexualismo entre padres, pois casos de pederastia na Igreja Católica ou qualquer outro lugar têm causa comum. Mas a apresentação de casos de violência sexual contra meninos na mídia tem desvinculado de tal forma a pederastia dos homossexuais e do homossexualismo — vinculando-a em vez disso aos valores morais conservadores — que tal propaganda poderá efetuar uma lavagem cerebral no público, levando-o a questionar: “Como é que os padres condenam algo bom (o homossexualismo), mas praticam algo tão pervertido (sexo com meninos)?”

Propaganda mentirosa: negando o inegável
Muitos anarquistas sociais, inclusive os ativistas gays e as feministas, odeiam a estrutura tradicional da família e das igrejas cristãs. E eles sabem que a acusação de pedofilia é pesada o suficiente para atrair o apoio do público para proteger as crianças e atacar as causas. Embora a pederastia tenha uma ligação clara, natural e inegável com a homossexualidade, o que se vê na mídia é pederastia dentro das igrejas, pederastia dentro das famílias, mas jamais pederastia dentro do homossexualismo, num esforço flagrante de negar o inegável. É como se pederastia tivesse tudo a ver com igrejas e famílias, mas nada a ver com homossexualismo. De onde está vindo essa imagem deturpada da realidade? Dos meios de comunicação — os mesmos meios de comunicação que dão cobertura positiva e favoritismo para as marchas gays e outros eventos que favorecem o homossexualismo."

"Devemos ficar sempre desconfiados e alertas quanto à mídia liberal. Precisamos ser cuidadosos e não fazer pouco caso do que está acontecendo com os católicos. Se os liberais conseguem, numa astúcia de serpente traiçoeira, jogar a culpa dos crimes do homossexualismo sobre a Igreja Católica a fim de desmoralizar os valores cristãos e desviar a atenção da ligação óbvia entre pederastia e homossexualismo, devemos nos preocupar que cedo ou tarde eles possam usar estratégias igualmente diabólicas contra as igrejas evangélicas.Contudo, quando a pederastia não mais puder ser desunida de sua óbvia ligação ao homossexualismo e se a repressão aos crimes de pederastia ameaçar colocar em risco a sobrevivência política e legal do homossexualismo e sua confortável posição social hoje, os ativistas gays tentarão trabalhar a suavização das questões de sexo com meninos."

"Os homossexuais só estão saindo do armário hoje porque o terreno foi, durante muitos anos, devidamente preparado para que os homens pudessem assumir sua homossexualidade sem sofrerem condenação pública. É de temer que quando a pederastia finalmente sair do armário de sua ligação com o homossexualismo, o terreno também já estará devidamente preparado para que não mais haja condenação para os homossexuais que “amam” meninos.

Ninguém esperava que chegaria um tempo em que o homossexualismo seria aceito na sociedade, mas chegou. Se o tempo da pederastia também chegar, então os padres (ou professores, psicólogos, turistas, pediatras, etc.) pederastas serão publicamente elogiados e recompensados — com direito a indenizações, cotas, proteção especial e liberdade de beijar meninos em restaurantes e parques — pelos anos em que sofreram discriminação, humilhações, ódio e intolerância por causa de seu “amor” para com meninos.-
Julio Severo é autor do livro O Movimento Homossexual, publicado pela Editora Betânia.http://www.juliosevero.com/

Vejam recortes de notícias sobre o crime do pedreiro de Lôuziana, Goiás descoberto no último sábado.

-Assassino de jovens desaparecidos confessa crime. Pedreiro ia à igreja mas mantinha relacionamento homossexual com dois rapazes- Nascido em uma família pobre de nove irmãos, baiano de Serra Dourada, cidade de 18 mil habitantes onde o seu pai e os filhos residem, Admar chegou a Luziânia há 16 anos. Só deixou o município goiano de 210 mil moradores no período em que esteve preso por abusar de duas crianças no Distrito Federal. Nesse caso, ofereceu dinheiro para um menino ajudá-lo a descarregar um caminhão. Com uma faca no pescoço, o garoto acabou forçado a manter relações sexuais com ele. “O menino escapou dizendo que traria um coleguinha, mas chamou a polícia. Quando os policiais chegaram ao local, ele (Admar) já estava abusando de outro garoto. Isso prova que ele tem alto poder de convencimento”, contou o delegado Wesley Almeida, da Polícia Federal, que também investiga o mistério de Luziânia.Em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira (12), na Secretaria de Segurança Pública de Goiás, o pedreiro Adimar Jesus confessou ter assassinado, a pauladas, seis jovens de Luziânia (GO), cidade que fica a 70 Km de Brasília.“Estou arrependido”, disse o pedreiro, que afirmou ainda ter mantido relações homossexuais com duas das vítimas." Tags: abuso, adolescentes, assassinato, homossexual, jovens, Ministério da Justiça, pedofilia, prisão, violência
Fonte: Pernambuco.com / O Globo / G1 / O Verbo (ênfase nossa)



-Entenda o caso-
"O mistério do desaparecimento dos seis jovens em Luziânia (GO) começou em 30 de dezembro. As vítimas eram todas do sexo masculino, com faixa etária entre 13 e 19 anos. Eles sumiram nas primeiras horas do dia e moravam no Parque Estrela Dalva.O primeiro da série de jovens a sumir foi Diego Alves Rodrigues, 13 anos, em 30 de dezembro de 2009. Paulo Vitor de Azevedo Lima, 16 anos, não voltou para casa desde 4 de janeiro de 2010; George Rabelo dos Santos, 17 anos, desapareceu em 12 de janeiro; Divino Luiz Lopes, 16 anos, desapareceu em 13 de janeiro; Flávio Augusto Fernandes, 14 anos, sem paradeiro desde 18 de janeiro; e Márcio Luiz Souza Lopes, 19 anos, que desapareceu em 22 de janeiro.Segundo a Polícia Civil, as vítimas não eram amigas, não frequentavam os mesmos lugares, não tinham passagem policial e tinham bom relacionamento familiar." (Do G1, em São Paulo)



O que é pedofilia?


Retirado do site do Senado:
-A pedofilia é um transtorno de personalidade da preferência sexual que se caracteriza pela escolha sexual por crianças, quer se trate de meninos, meninas ou de crianças de um ou do outro sexo, geralmente pré-púberes ou no início da puberdade, de acordo com a definição da CID-10 - Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde -, compilação de todas as doenças e condições médicas conhecidas elaborada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).-




Retirado de -www.mscontraapedofilia.ufms.br/index.php?...- (Universidade Federal do Mato Groso do Sul)
-A pedofilia, atualmente, é definida simultaneamente como doença, distúrbio psicológico e desvio sexual (ou parafilia) pela Organização Mundial de Saúde. Nos manuais de classificação dos transtornos mentais e de comportamento encontramos essa categoria diagnóstica. Caracteriza-se pela atração sexual de adultos ou adolescentes por crianças. O simples desejo sexual, independente da realização do ato sexual , já caracteriza a pedofilia. Não é preciso, portanto que ocorram relações sexuais para haver pedofilia.O fato de ser considerada um transtorno, não reduz a necessidade de campanhas de esclarecimento visando a proteção de nossas crianças e adolescentes e nem tira a responsabilidade do pedófilo pela transgressão das barreiras geracionais.Existe crime de pedofilia? Não existe um crime intitulado “pedofilia” na legislação brasileira. As conseqüências do comportamento de um pedófilo é que podem ser consideradas crime.
Atenção: Só existe pedofilia quando esses crimes forem praticados contra menores de 14 anos.-

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
-A pedofilia (também chamada de paedophilia erotica ou pedosexualidade) é a perversão sexual,[1] na qual a atração sexual de um indivíduo adulto ou adolescente está dirigida primariamente para crianças pré-púberes[2][3] (ou seja, antes da idade em que a criança entra na puberdade) ou para crianças em puberdade precoce.[4] A palavra pedofilia vem do grego παιδοφιλια (paidophilia) onde παις (pais, "criança") e φιλια (philia, "amizade", "afinidade", "amor", "afeição", "atração", "atração ou afinidade patológica" ou "tendência patológica", segundo o Dicionário Aurélio).Segundo o critério da OMS, adolescentes de 16 ou 17 anos também podem ser classificados como pedófilos, se eles tiverem uma preferência sexual persistente ou predominante por crianças pré-púberes-



Pela Lei brasileira só é considerada criança a pessoa até 12 anos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
-ConceitosCriançaNos termos do art. 2º da Lei 8.069/90, considera-se criança a pessoa de até 12 (doze) anos de idade incompletos.-


Porque o único motivo aparente da motivação desses crimes (o homossexualismo) está sendo desvinculado?

Porque esses crimes hediondos cometido contra adolescentes e jovens está erradamente classificado como pedofilia?

Você não pode se calar! Principalmente quem tem recebido esclarecimento do Senhor!

Deus ira cobrar o teu silêncio!

6 comentários:

Isa Medeiros disse...

Amigo, gostaria de saber qual é a sua motivação para publicar um post sobre pedofilia e homossexualidade cujo nome é o mesmo do título do meu blog.

"LABAREDAS DE FOGO" disse...

Amado Ex-Cristão Revoltado
Sou muito mais que seu amigo! E você sabe muito bem do que estou falando.

Porque?... porque?... porque?...

Talvez você, Isaias Medeiros, pudesse nos responder com seus brilhantes textos que covardemente os apagou!

Talvez Isa, com esse comportamento destemido, você possa nos responder!

Talvez por ter ido muito além do óbvio! você nos pudesse responder!

Eu não tenho experiências que me levem a compreender essa tentativa de desvincular o principal motivador, o homossexualismo, desses acontecimentos. Mas você as tem!

Eu não tenho nenhum preconceito pela sua condição de homossexual o que sinto é uma profunda dor pela sua derrota.

Como muito bem disse um comentarista “tombou no campo de batalha!”

Isa Medeiros disse...

Curioso associar a pedofilia à homossexualidade... Cansei de ver coroas "babarem" e "quebrarem o pescoço" para ver "ninfetinhas" de 12, 13 anos passarem, mas NUNCA vi um único homem "secar" descaradamente um menininho que passou perto dele, falar gracinhas pra ele ou fazer comentários maliciosos.

Você lamenta o que chama de "minha derrota"? Pois bem, eu tenho outro nome para a sua atitude: chama-se ódio por alguém que tomou uma atitude que você mesmo gostaria de tomar mas não o faz por lhe faltar coragem e fibra.

E eu não "apaguei" os textos antigos, muito menos o fiz por "covardia". Acontece que eles não correspondem a nada mais do que eu penso e sinto. Portanto, não faz sentido algum que eles continuem lá a falar em meu nome coisas nas quais já não creio.

"LABAREDAS DE FOGO" disse...

Isaias Medeiros Ex-Cristão Revoltado!

Você disse:
“curioso associar a pedofilia à homossexualidade...”

Eu lhe digo:
Eu também acho que chega a ser curioso! O problema não é associar, mas sim desassocia. É claro que nesses seis casos se trata de homossexualismo. Está um pouco além do óbvio! Isto é: mais do que óbvio!

Você:
“cansei de ver coroas “babarem” e .... para ninfetinhas de 12, 13 anos”

Eu:
Eu também cansei de ver; eu mesmo já babei por muitas, mas depois da minha conversão eu aprendi a "sair correndo" para não cair! até hoje faço isso!
-nin.fe.ta feminino Adolescente do sexo feminino que seja considerada sexualmente atraente.- (http://pt.wiktionary.org/wiki/ninfeta)
-ninfeta (nin-fe-ta) ninfeta(ê) sf (ninfa+eta) Menina adolescente, que desperta desejo sexual- (http://www.dicionarioweb.com.br/ninfeta.html.)
-A Palavra Ninfeta é Pejorativa ???NINFETA = menina, aquela que ainda não é mulher formada. Então, nada a temer. Nada a envergonhar , nada de risinhos pra lá e pra cá ... É preciso, contudo, esquecer Nabokov, neste detalhe . Não confundamos alho com bugalho e nem Habeas Corpus com Corpus Cristis . NINFETA NÃO É PEJORATIVO !!! NÃO SE ASSUSTEM !!!- (http://recantodasletras.uol.com.br/artigos/1229188)

Isa diz:
“nunca vi um único homem ‘secar’ descaradamente um menininho... falar gracinhas... ou fazer comentários maliciosos”

Labaredas:
Eu também nunca vi um homem, de verdade, fazer essas coisas com um menino; só com meninas. Agora; homossexuais homens, todos agem assim! Somente com meninos! Isso é público e notório!

Isa:
“você lamenta o que chama de ‘minha derrota’?... a sua atitude: chama-se ódio por alguém que tomou uma atitude que você mesmo gostaria de tomar mas não o faz por lhe faltar coragem e fibra”

Labaredas:
Lamento profundamente! Eu e todos os cristãos Nascidos de Novo. Tive um tio homossexual, morreu com um pouco mais de 40 anos, só descobri isso quando já era adulto mas, continuo o amando independente desse fato. Tenho alguns amigos homossexuais, poucos, mas já tive bastante; continuo a respeitá-los como você não respeita a si mesmo. Se eu sentisse ódio por você certamente iria gostar do seu comportamento. Coragem e fibra características necessárias ao candidato ao homossexualismo? Somente uma mente pervertida pode sintetizar isso!

Isa:
“eu não apaguei os textos antigos, muitos menos o fiz por covardia.”

Labaredas:
Qual o nome você dá ao que fez com os textos? E se não o fez por covardia o fez por qual motivo? O que não faz sentido é uma pessoa apagar toda a sua memória (história) reafirmo que é no mínimo uma covardia! É como um assassinato ou um estelionato! É tão vil que não consigo a palavra mais correta. Primeiro, como já falei, contra o próprio Isaias Medeiros, depois para com seus pais, para com todas as pessoas que vivenciaram coisas com você, por muito ou por pouco. E finalmente, o mais importante, contra Deus!

Isa Medeiros disse...

Você sofre de alguma doença mental muito grave. Lamento muito a sua condição.

"LABAREDAS DE FOGO" disse...

Isa Obrigado pelo elogio!

para uns é loucura!