sexta-feira, 29 de abril de 2011

David Wilkersom - O Último dos Atalaias! - Somos avaliados pelas nossas quedas e fracassos.

Por David Wilkerson; terça-feira 26 de abril, 2001
Não quero dizer, que os cristãos que caíram de volta aos velhos pecados e voltaram para o mundo, estão sendo testados. Não, esses enfrentam um naufrágio da fé.

Mas, Pedro advertiu: “Vós, portanto, amados, guardai-vos de que, pelo engano dos homens abomináveis, sejais juntamente arrebatados e descaiais da vossa firmeza” (2 Pe 3.17). Pedro está advertindo os crentes que querem crescer em santidade e determinados a seguir ao Senhor.

Alguns de vocês podem ter tido uma queda, apesar de todo o progresso que fizeram com o Senhor. Se eu lhes perguntasse: o que causou a sua queda? Você poderá responder: “irmão David, foi um ataque de raiva! Eu era provocado pela minha família; aí eu explodi”. Eu não posso compreendê-lo. Eu pensei que você estava se tornando mais doce, um poco mais parecido com Jesus. Você dirá: “Mas, apenas, alguém apertou o botão errado e eu perdi”. E mais: “Eu sou apenas humano, poderia suportar mais?”.

Não importa a provocação, ou mesmo que você tenha razão. A provocação simplesmente provou que precisamos de libertação. A Escritura diz: “Toda amargura, e ira, e cólera, e gritaria[luta], e blasfêmias, e toda a malícia seja tirada de entre vós”(Ef 4.31).

Deus vai continuar te provando até que digas: “Eu tenho um espírito em mim que me leva a cair”. Não vai haver nenhum crescimento em Cristo, não haverá paz em casa ou no trabalho, até que possa dizer: “Você tem razão Senhor; ordene que ele saia!”.

Se você está sendo provado assim ou de qualquer outra forma, poderá estar pensando: “eu não sou digno. Quanto perdi? Será que o Senhor ainda me ama?
Prezado santo, se você realmente se arrependeu, não perdeu nada! Deus coloca seus braços amorosos ao seu redor e diz: “ Eu permiti que isso acontecesse, assim você iria ver o que está em seu coração. Mas você está fazendo progresso. Você disse que quer andar comigo, e Eu estou ensinando a você. Eu sei o que está dentro de você e eu vou deixar você ser tentado, até estar livre de tudo isso”.

Você está sendo provado? Se for assim, apenas ore: “Senhor, você pôs seu dedo em algumas áreas em mim. Retire tudo isso do meu coração. Encoraje-me, Senhor, pois não estou indo para trás, estou indo para frente com o Senhor!”.

2 comentários:

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamigo paulo Machado,

A paz de Cristo, o nosso Senhor!

Muitos sentem tristezas a mil, quando entendem que existe uma responsabilidade na vida do servo de Deus, e esta, deve ser seguida de firmeza, quando há amor verdadeiramente em agradar ao que nos dá a vida eterna.

Muitos se imaginam como bonecos nas mãos do Criador, e postulam a possibilidade de verem suas normais condições humanas serem atrofiadas pelo poder de Deus. Não! Não haverá alteração substancial se a luta entre a carne e o espírito, não for plenamente motivada pela Palavra de Deus em nossos corações, ou seja, a Verdade que nos liberta.

A Bíblia nos orienta que nós devemos:

Romanos 12:02: E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.

I Pedro 1:15: Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver;

I Coríntios 16:13: Vigiai, estai firmes na fé; portai-vos varonilmente, e fortalecei-vos.


O Senhor seja contigo, nobre amigo!

O menor de todos os menores.

"LABAREDAS DE FOGO" disse...

Pr. Newton Carpintero, o Prezamado!

Muito me alegra sua visita e suas sempre bíblicas afirmações.

Por nós não podemos nada! Tudo é feito por Ele “tanto o querer quanto o efetuar”. Somos tentado a nos desviar, o tempo todo, da perfeita obediência à vontade de Deus.

“Então, foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo” (Mt 4.1). São claros e reais os poderes malignos do nosso maior inimigo; Satanás. Não podemos perder a consciência de que estamos em uma batalha espiritual. A Espada do Espírito é a nossa arma principal. Temos que aprender a maneja-la corretamente para, em cada momento, termos a estratégia mais adequada para resistirmos e ficarmos firmes.