domingo, 16 de setembro de 2012

Igrejas pagarem direitos autorais gospel – Medida boa e justa.


Boa, porque irá fazer separação entre as igrejas que prestam culto, das que produzem shows. Entre os verdadeiros adoradores, dos músicos profissionais.

Justa, porque todo profissional tem que receber pelo seu trabalho. O próprio bispo primaz da Nova Vida, que não concorda com essa medida, reconhece como justo o dinheiro que recebe por seu trabalho secular com a cantora Wanda Sá.

Quero deixar bem claro que quem produz músicas de louvor a Deus está correto em comercializar seu trabalho; não é disso que se trata essa matéria.

Creio mesmo que essa medida poderá ser um “divisor de águas” que poderá ajudar muitas igrejas a uma conversão aos padrões bíblicos de adoração.
   
Vocês não acham que dentro do contexto artístico uma “performance” como a da Ana Paula Valadão rugindo de quatro no palco, produzindo um grande frenesi na plateia, não deva ser bem remunerada? Que, qualquer igreja utilizando desses trabalhos, se promovendo, deva pagar por isso?

Afinal, essas igrejas quando contratam esses músicos, muitos com cachês altíssimos, fora da realidade inerente à natureza de nossas instituições, não é esse um contrato remunerado, nos moldes profissionais? E para qual fim primordial assim o fazem? Não é para arrecadarem o mais que puderem? Então porque em seus shows semanais quando usa parte dessas produções para, claro, o mesmo fim, não devem pagar por esses direitos autorais? Está tudo de acordo com o “show business”. Assim, “Daí a Cesar o que é de Cesar”. 

Quem verdadeiramente quer adorar a Deus não precisa dessas produções; Deus sempre inspira aos seus verdadeiros adoradores a comporem louvores lindíssimos que chegam ao trono de Deus como oferta de aroma suave, cumprindo o papel para o qual o homem foi criado; jamais, esses profissionais, poderão compor assim. Jamais poderão cumprir a palavra “salmodiai com harmonioso cântico”. Harmonioso para Deus.

7 comentários:

Fruto do Espírito disse...

A Paz de Cristo,

Os últimos acontecimentos do mundo gospel em nada me surpreende!!!

O que me deixe perplexa não são os cantores evangélicos se valorizarem tanto ao ponto de cobrarem altos cachês, visto que, os mesmos são de fato artistas gospel. Pior que isto, é a irresponsabilidade de alguns pastores que usam o dinheiro da igreja para promoção de shows, usando o templo como palco para atrair seguidores, ao invés de utilizarem os dízimos e ofertas em prol do verdadeiro Evangelho, para que eles não sejam reprovados naquele grande Dia, quando haverá prestação de contas de tais lideranças ao legítimo dono da Igreja, os quais não alimentou quem tinha fome, não saciou quem tinha sede, não hospedou o forasteiro, não vestiu o nú, não visitou o enfermo e muito menos o encarcerado, para que esses recebessem o Evangelho da Salvação, conforme as palavras do Senhor Jesus em Mateus 25. 31-46.

Que Deus tenha misericórdias não só dos cantores gospel, mas principalmente de algumas lideranças que, adormecidas nos braços do deus Mamon, acumulam recursos financeiros para desfrutarem na terra daquilo que os justos só poderão alcançar no Céu; e isto, de forma muito mais gloriosa do que aqueles que prevaricam para sua própria condenação.

Em Cristo,

***Lucy***

Discípulo de Cristo disse...

Ao irmão, Labaredas de Fogo.

Concordo com a totalidade de sua postagem, e principalmente com a "profecia do divisor de águas". Portanto, acredito que essa iniciativa possa ter vindo do próprio Senhor da Igreja, para acordá-la e prepará-la para o Dia do arrebatamento.

Em minha opinião, para que "a divisão de águas" se torne mais justa, seria necessário que as igrejas pagassem imposto de renda e recebessem a restituição do mesmo somente mediante obras sociais/evangelísticas; mesmo que estas fossem por livre e espontânea pressão, mas de qualquer forma os que delas se beneficiassem seriam abençoados, e pela transparência e prestação de contas, o povo de Deus não ficaria alheio ao que acontece nos bastidores eclesiásticos/financeiros de algumas megas igrejas. Assim sendo, os de fora (incrédulos) não se escandalizariam tanto; haja vista, o desserviço prestados por alguns líderes que tem sido pedra de tropeço não só para igreja, mas principalmente para aqueles que ainda não foram alcançados pelo Evangelho de Cristo.

Paz Seja Contigo,
J.C.de Araújo Jorge

"LABAREDAS DE FOGO" disse...

Fruto do Espírito, a Paz do Senhor!

Corretíssimo, temos que saber valorizar e fazer distinção, cada um em seu próprio valor e no seu específico serviço. Sempre fui um comprador de CDs gospel; para ouvir no carro, em casa e etc., mas a maioria deles não era música “boa” para hora do culto. Não sou contra o crescimento de uma carreira artística gospel e nem coloco limites para ela; reconheço o seu valor evangelístico. O que eu não gosto é que quase todos à medida que crescem vão se assemelhando com os maiores artistas seculares; isso é terrível!

Estamos em concordância também na questão da culpa dos pastores que usam o dinheiro da igreja para esse fim. Eles estão retroalimentando essas superproduções e se beneficiando do sangue (dinheiro) que corre em suas veias (tubos).

Agora é o tempo da misericórdia pela aceitação e da obediência a Palavra de Deus; está escrito de uma forma que qualquer pessoa, por menor que seja, entende. Quanto mais pastores! Verdadeiramente estão vencidos Por Mamon. Só lhes resta a própria condenação.

Deus tenha misericórdia de nós para não aderirmos a esse.

"LABAREDAS DE FOGO" disse...

A quem tem cumprido o papel verdadeiro de Discípulo de Cristo.

É Cristo ataviando a Igreja!

Os escândalos seriam evitados se esses observassem a Palavra de Deus especificamente em atos 6 que ensina onde, como, e por quem os recursos da igreja devam ser administrados. Aprenderiam que não podem se afastar da sua vocação; “Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra”.
A consequência foi serem vencidos conforme 2 Pedro, capítulo 2, versículo 2 e 3

Pr. Anselmo Melo disse...

Boa tarde meu irmão Labaredas.Tem um tal "pudim" requisitando suas considerações em um post que você deixou um comentário.Caso seja de seu interece da uma passadinha por lá.http://www.pranselmomelo.com.br/2011/05/reverendo-gay-marcio-retameroafinal.html
Um grande abraço e ótimo final de semana.
Paz!

"LABAREDAS DE FOGO" disse...

aríssimo Pr Anselmo, pudim é o que a minha sogra faz; é de comer inteiro na travessa! Mas, vou dar uma provada nesse em sua consideração.

"LABAREDAS DE FOGO" disse...

Pr. Anselmo, em tempo.

Hoje ao me conectar fui direto à “minha lista de blogs” e sua postagem me interessou por ser um assunto que eu tenho debatido muito com os meus; depois de ler, chamei meu filho de 15 anos que estava por perto, li para ele a fim de mostrar que todos nós, inclusive um pastor, sofre essas influências. Creio ter sido de grande valor educativo.