segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Rock Religioso - A Música do Diabo na Igreja!! - 3

Uma Negação Profana
"Confessam que conhecem a Deus, mas negam-no com as obras, sendo abomináveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra." (Tito 1:16)

Os roqueiros cristãos fazem muitas profissões de fé sobre o Senhor Jesus Cristo, mas assim que a música começa, ocorre uma transformação, pois são tomados pelo espírito de Elvis Presley. O Senhor Jesus advertiu em Mateus 7:21-23:

"Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em tem nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? Então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade."
Se não leu, leia a parte 2 desse artigo
Podemos ver então que ser um cristão é muito mais do que simplesmente falar no nome de Jesus. O Senhor Jesus dirá àqueles que estiveram na iniqüidade para se apartarem dele, pois não os conhece.

Na cena do Rock religioso existem muitas pessoas que professam o nome de Jesus mas o negam pelas obras. Eles sobem no palco ou na plataforma e falam sobre o Senhor Jesus Cristo, porém tocam uma música que está associada com a rebelião, com a imoralidade sexual, com as perversões e com o niilismo. Os rapazes usam jaquetas e calças justas, no estilo de garanhões sadomasoquistas, usam brinco na orelha, cabelos compridos e maquiagem, e as moças usam roupas apertadas, que realçam a sensualidade. Todas essas ações contribuem para negar aquilo que professam.
Na comunicação, há uma parte verbal e uma não-verbal. Para que a mensagem seja compreendida claramente, tanto a comunicação verbal quanto a não-verbal precisam estar em harmonia. Se houver uma contradição entre as duas formas de comunicação, as pessoas acreditarão primeiro na comunicação não-verbal. Esses roqueiros cristãos fazem verbalmente suas profissões de fé; "Confessam que conhecem a Deus"; mas na comunicação não-verbal, passam uma mensagem diferente, de rebelião, de contemporização com o mundo e de sexualidade.

"Mas negam-no com as obras, sendo abomináveis e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra." (Tito 1:16).

Quando eles afirmam estarem pregando o Senhor Jesus Cristo, na verdade não estão. O que estão realmente fazendo é tomar o santo nome do Senhor em vão. Eles envergonham o nome do Senhor quando o vinculam com algo que não é coerente com sua natureza santa.

O Julgamento Virá Sobre o Rock Religioso

Esta é uma Advertência Para Qualquer Pessoa Que Esteja Envolvida no Rock Religioso:

Você está tocando uma música demoníaca que é uma abominação a Deus.

Está prejudicando a si mesmo e ao povo que foi comprado com o precioso sangue de Cristo.

O Senhor Jesus adverte:

"Mas, qualquer que escandalizar um destes pequeninos, que crêem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma mó de azenha, e se submergisse na profundeza do mar." (Mateus 18:6)

Se você realmente ama o Senhor Jesus, esqueça essa música maligna. Se não fizer isso, o julgamento de Deus certamente cairá sobre sua vida.

Deus sempre julgou o pecado e a rebelião no passado, e fará isso novamente. Você quer o julgamento de Deus em sua vida?

"Mas, quanto àqueles cujo coração andar conforme o coração das suas coisas detestáveis, e as suas abominações, farei recair nas suas cabeças o seu caminho, diz o Senhor DEUS". (Ezequiel 11:21)

"Mas, desviando-se o justo da sua justiça, e cometendo a iniqüidade, fazendo conforme todas as abominações que faz o ímpio, porventura viverá? De todas as justiças que tiver feito não se fará memória; na sua transgressão com que transgrediu, e no seu pecado com que pecou, neles morrerá." (Ezequiel 18:24)

A Bíblia adverte:

"Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus." (Tiago 4:4)

A escolha é sua: obedecer à Palavra de Deus, ou ser um rebelde.

"Ah SENHOR, porventura não atentam os teus olhos para a verdade? Feriste-os, e não lhes doeu; consumiste-os, e não quiseram receber a correção; endureceram as suas faces mais do que uma rocha; não quiseram voltar." (Jeremias 5:3)

"Agora depressa derramarei o meu furor sobre ti, e cumprirei a minha ira contra ti, e te julgarei conforme os teus caminhos, e porei sobre ti todas as tuas abominações. E não te poupará o meu olho, nem terei piedade de ti, conforme os teus caminhos, assim te punirei, e as tuas abominações estarão no meio de ti; e sabereis que eu, o SENHOR, é que firo." (Ezequiel 7:8-9)

"Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo!" (Isaías 5:20)

"Porque qualquer homem da casa de Israel, e dos estrangeiros que peregrinam em Israel, que se alienar de mim, e levantar os seus ídolos no seu coração, e puser o tropeço da sua maldade diante do seu rosto, e vier ao profeta, para me consultar por meio dele, eu, o SENHOR, lhe responderei por mim mesmo. E porei o meu rosto contra o tal homem, e o assolarei para que sirva de sinal e provérbio, e arrancá-lo-ei do meio do meu povo; e sabereis que eu sou o SENHOR." (Ezequiel 14:7-8)

Advertência aos Pastores

"...Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração; mas vós a tendes convertido em covil de ladrões." (Mateus 21:13)

Esse verso tem um significado real com relação ao Rock religioso. Deus não quer que seu templo torne-se um covil de ladrões. Jesus disse: "mas vós a tendes convertido", referenciando o fato de os líderes religiosos permitirem que o templo, construído para ser uma casa de oração, se tornasse um covil de ladrões.

Os líderes e pastores da igreja têm hoje uma tremenda responsabilidade e precisarão prestar contas sobre como pastorearam a igreja que estava sob sua liderança. Se o pastor permite a entrada da leviandade e da impiedade, isso afetará o povo que foi comprado com o precioso sangue de Cristo de uma maneira negativa, causando mundanismo, carnalidade e afastamento. Por outro lado, se ele mantiver o mal fora da igreja e buscar fortalecer o povo com a Palavra de Deus, a igreja crescerá e amadurecerá. "Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue" (Atos 20:28)

A tragédia da cena do Rock religioso é que essa música demoníaca nunca teria entrado nas igrejas se os pastores e líderes tivessem obedecido a Deus e fechado a porta para esse mal.

Os versos seguintes são uma advertência aos pastores e líderes que não encaram seu trabalho com a devida seriedade e que não estão comprometidos com o fortalecimento e a proteção da igreja de Deus:

"Os seus sacerdotes violentam a minha lei, e profanam as minhas coisas santas; não fazem diferença entre o santo e o profano, nem discernem o impuro do puro; e de meus sábados escondem os seus olhos, e assim sou profanado no meio deles." (Ezequiel 22:26)

"E não guardastes a ordenança a respeito das minhas coisas sagradas; antes vos constituístes, a vós mesmos, guardas da minha ordenança no meu santuário... Contudo serão ministros no meu santuário, nos ofícios das portas das casas, e servirão à casa; eles matarão o holocausto, e o sacrifício para o povo, e estarão perante eles, para os servir. Porque lhes ministraram diante dos seus ídolos, e fizeram a casa de Israel cair em iniqüidade; por isso eu levantei a minha mão contra eles, diz o Senhor DEUS, e levarão sobre si a sua iniqüidade. E não se chegarão a mim, para me servirem no sacerdócio, nem para se chegarem a alguma de todas as minhas coisas sagradas, às coisas que são santíssimas, mas levarão sobre si a sua vergonha e as suas abominações que cometeram." (Ezequiel 44:8,11-13)

Raciocínios Perigosos...

Argumento 1: O Rock cristão não pode ser errado. Veja todas as pessoas que vão à frente nos concertos. Veja como Deus fez essas bandas tornarem-se famosas.

Resposta: Esses pretensos resultados não significam que Deus esteja por trás disso. O fim não justifica os meios. Podem ocorrer conversões sinceras nesses concertos, pois Deus sempre honra sua Palavra, independente das circunstâncias em que ela é anunciada. No entanto, uma coisa é ser salvo e outra é crescer e amadurecer em uma vida cristã vitoriosa. O Senhor Jesus disse em Mateus 7:15,21-23

"Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade."

O Senhor Jesus também disse que muitos serão enganados por falsos profetas e falsos cristos.

"E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos se esfriará. Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos." (Mateus 24:11-12,24)


Nota: Um apelo em um concerto de Rock religioso pode ser comparado ao apelo de um lobo para que as galinhas venham à frente!!

Argumento 2: Jesus envolveu-se com os pecadores.

Resposta: O Senhor Jesus nunca entrou em um covil da iniqüidade nem copiou os modos dos ímpios. A Bíblia diz:

"Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores, e feito mais sublime do que os céus." (Hebreus 7:26)

"Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo." (João 17:14)

Usamos drogas para alcançar os viciados para Cristo?

Usamos linguagem obscena para alcançar aqueles que praguejam?

Roubamos para nos identificar com os ladrões?

Produzimos material pornográfico para apresentar Cristo ao pornógrafo?

Por que então deveríamos usar uma música carnal para conseguir chamar a atenção do mundo? O absurdo desses métodos é óbvio. Portanto, esperamos que você possa ver como é errado usar uma música carnal e mundana para apresentar uma mensagem santa a um mundo que está sem Cristo.

Argumento 3: Precisamos usar a música Rock, pois é o único modo de alcançarmos a nova geração.

Resposta: A Bíblia responde a isso diretamente em 2 Coríntios 6:14-17:

"Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel? E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo. Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; e não toqueis nada imundo, e eu vos receberei, e eu serei para vós Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso." Além disso, "Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação." (1 Coríntios 1:21)

A Palavra de Deus não diz que devemos sair, copiar os modos ímpios do mundo e usá-los na evangelização. Muito pelo contrário, diz que devemos nos separar da impiedade que há no mundo. A Palavra de Deus diz também em Tiago 4:4:

"Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus."

Advertências

O principal axioma da avaliação da música é que não existe música amoral. A música é boa ou maligna. Deus diz que somos responsáveis por tudo que dizemos, fazemos ou pensamos. A Bíblia diz:

"Mas eu vos digo que toda a palavra ociosa que os homens disserem hão de dar conta no dia do juízo." (Mateus 12:36). "Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal." (2 Coríntios 5:10).

O Rock cristão é nocivo à igreja e leva o povo de Deus à sensualidade e à contemporização. Se você ama sinceramente o Senhor Jesus Cristo e está envolvido com essa música, então obedeça ao Senhor e abandone tudo o que for impuro.

Agora temos: Rock cristão, New Wave cristão, Heavy Metal cristão, Punk cristão. O que esses rebeldes vão querer em seguida? Drogas cristãs, feitiçaria cristã, pornografia cristã???

Que tipo de fascínio o Rock religioso exerce sobre as pessoas, que elas não querem abandonar essa música demoníaca? Como uma pessoa pode confessar que ama a Deus e ao mesmo tempo abraçar o mal? O quanto o Rock religioso precisará ainda descer para que o povo de Deus acorde do sono profundo?

"Confessam que conhecem a Deus, mas negam-no com as obras, sendo abomináveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra." (Tito 1:16)

"Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo. Porque, se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós não temos pregado, ou se recebeis outro espírito que não recebestes, ou outro evangelho que não abraçastes, com razão o sofrereis... Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros de justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras." (2 Coríntios 11:3-4,13-15)

"Porque se introduziram alguns, que já antes estavam escritos para este mesmo juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de Deus, e negam a Deus, único dominador e Senhor nosso, Jesus Cristo... E, contudo, também estes, semelhantemente adormecidos, contaminam a sua carne, e rejeitam a dominação, e vituperam as dignidades... Ai deles! porque entraram pelo caminho de Caim, e foram levados pelo engano do prêmio de Balaão, e pereceram na contradição do Coré. Estes são manchas em vossas festas de amor, banqueteando-se convosco, e apascentando-se a si mesmos sem temor: são nuvens sem água, levados pelos ventos de uma para outra parte; são como árvores murchas, infrutíferas, duas vezes mortas, desarraigadas; Ondas impetuosas do mar, que escumam as suas mesmas abominações; estrelas errantes, para os quais está eternamente reservada a negrura das trevas." (Judas 4,8,11-13)

Pelas Suas Próprias Palavras os Roqueiros Cristãos se Condenam

"E te deixaste enredar pelas próprias palavras; e te prendeste nas palavras da tua boca." (Provérbios 6:2)

Amy Grant "Quero jogar para valer. Quero estar no mesmo nível profissional que os artistas em todas as áreas da música. Gosto de ouvir Billy Joel, Kenny Loggins e os Doobie Brothers. Por que não? Quero ser a ponte entre o Rock cristão e o pop." (Time, março/85)

"Amy Grant também é pragmática com relação à sua carreira. Sobre as capas dos discos e as fotos publicitárias, que a retratam como uma jovem mulher atraente e sensual, a estrela da música pop cristã diz: 'Não uso a sensualidade para vender discos. Mas o que é ser sensual? Para mim nunca foi tirar a blusa ou mostrar a língua. Acho que as moças cristãs nestes anos oitenta são muito sensuais... Quando ele [o cantor Prince] começou a simular atos sexuais no palco, fiquei um pouco contrangida', diz a cantora de 24 anos, sentada, tomando sol ao lado da piscina do hotel Universal City. 'Deixei de assistir. Quando ele começou a movimentar sua região genital, levando-a para baixo do chuveiro florescente', continua ela em seu sotaque sulista, 'pensei que se alguém quiser fazer isso em casa, tudo bem. Se eu quiser fazer isso em casa, tudo bem. Mas não quero ver Prince fazendo isso. Não me agrada vê-lo criar a ilusão que está se masturbando.'" (Rolling Stone - junho de 1985)

Stryper "O cabelo é longo e os gritos são altos e claros. Roupas apertadas, brincos nas orelhas. Independente da nossa aparência, vamos sempre louvar o nome dele. E, se você crê, também deve fazer o mesmo." (Stryper, de Lound 'n' Clear)

"Se você tivesse de adivinhar o nome deles, diria 'Discípulos do Diabo', ou 'Os Belzebus'. Ou, talvez, 'As Abelhas Assassinas', que é o que os quatro rapazes no palco parecem com suas roupas de couro apertadas, com listas brilhantes pretas e amarelas. Muita maquiagem, cabelos compridos e correntes suficientes para amarrar metade dos elefantes na África completam a figura do grupo de Rock Heavy Metal [pauleira] moderno. Até mesmo a música, o som de um enxame furioso de insetos, amplificado eletronicamente milhares de vezes, é coerente com a imagem." (Time, março/85)

Banda REZ "Um novo álbum, Between Heaven 'N' Hell (Entre o Céu e o Inferno), o oitavo, recentemente chegou às lojas, e com ele, a REZ inicia sua campanha direcionada a conquistar a grande audiência do Rock secular... A banda REZ fez diversos outros lances destinados a facilitar sua transição para o mercado secular. Fez um acordo com uma firma de marketing e de agenciamento empresarial por um período de teste de quatro meses. Assinou com a respeitável firma DMA (Agência Empresarial Diversificada), de Detroit, que estará cuidando e agendando os concertos. (Outros clientes importantes da DMA incluem os Scorpions, Quiet Riot e Autograph)... Para fazer isso, Rez está bem ciente que precisará 'tocar obedecendo certas regras', como diz Herrin. Eles não farão mais apelos nos concertos, e reduzirão as referências ao Senhor. Em geral, querem apresentar-se a si mesmos, primeiro e antes de tudo, como uma banda de Rock" (Contemporary Christian Magazine, abril de 1986)

Michael W. Smith "As pessoas que vêm aos concertos estão prontas para ouvir o Rock. Elas vêm e querem ter bons momentos. Alguém precisa vir e pregar para elas, pedir que façam uma decisão no final, mas eu não tenho essa vocação. A moçada que vejo quer apenas se divertir." (CCM, junho de 1986)

Steve Taylor "Fui convidado a comparecer na entrega do Dove Awards no ano passado e ainda me sinto pouco à vontade com aquilo. Realmente aquele não é meu lugar, pois não me comparo com os principais representantes da música Gospel. Claro, sou um cristão e isso influencia o modo como componho as canções, mas isso é apenas ser honesto, todo mundo força um ponto de vista." (CCM, fevereiro de 1986)

Leon Patillo "Vou tomar uma posição. Vou fazer algo diferente. Vou fazer o mundo se levantar e dizer: "Ei, você viu aquele cara?' E será de uma forma perfeita. Quando eles abrirem a boca ou seus corações, e disserem 'Ele é incrível!', eu os farei engolir Jesus goela abaixo." (CCM, outubro de 1985)

Mylon LeFevre "Nossa música é o Rock and Roll. Nem dizemos a ninguém que seja música cristã contemporânea... Somos uma banda de Rock. Nosso som é Rock, nossa aparência é do Rock, e no fim da noite cheiramos como o Rock... Nosso ministério é uma apresentação de Rock and Roll. Não é possível separar as duas coisas. Faço Rock and Roll. Tenho uma boa atuação, distraio as pessoas, passo bons momentos com elas... Uma das coisas que Mylon pode estar referenciando é o novo álbum que deverá ser lançado pela CBS. Ele e a banda querem o nome 'Look Up'. É um álbum cristão, mas você precisa conhecer a Palavra para saber isso. A CBS não conhece. Todas as músicas, todas as notas, são tocadas por cristãos nascidos de novo e cheios do Espírito Santo. Tivemos bons momentos durante a gravação. É um disco ungido e tem uma boa mensagem, embora seja superficial. Realmente evitamos certas palavras e frases, você sabe. O disco fala apenas sobre os temas." (CCM, março de 1986)

Stryken "'Existem muitos rapazes inteligentes por aí que gostam do Heavy Metal, mas já estão cansados de ouvir todas essas bandas vulgares da Califórnia até o Zimbabwe falarem sobre o quanto bebem, o quanto se drogam e com quantas mulheres trepam.' Essa não é exatamente uma linguagem apropriada para a igreja, mas os integrantes do Stryken então confessam que não são uma banda para o púlpito, mas para as ruas." (CCM, março de 1987)

Conclusão

"Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse, e agora também digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo, cujo fim é a perdição; cujo Deus é o ventre, e cuja glória é para confusão deles, que só pensam nas coisas terrenas." (Filipenses 3:18-19)

"A sua garganta é um sepulcro aberto; com as suas línguas tratam enganosamente; peçonha de áspides está debaixo de seus lábios; cuja boca está cheia de maldição e amargura. Os seus pés são ligeiros para derramar sangue. Em seus caminhos há destruição e miséria; e não conheceram o caminho da paz. Não há temor de Deus diante de seus olhos." (Romanos 3:13-18)

Fique atento quando a música tiver uma das seguintes características; você pode estar sendo exposto às influências demoníacas:

Sensualidade proposital. Inclui roupas sensuais, movimentos eróticos, flertes e olhares maliciosos, voz provocante destinada a estimular o público.

Roupas fora do padrão de modéstia recomendado na Bíblia: Inclui roupas sensuais, que revelam partes do corpo e que sugerem um estilo de vida que não é de santidade.

Linguagem não-edificante: Inclui histórias, piadas e letras com duplo sentido ou com insinuações sexuais.

Música extremamente alta: Níveis ensurdecedores que são prejudiciais à audição e dificultam a compreensão das letras.

Este artigo termina com uma nota de tristeza. Lamentamos a tragédia da perda do discernimento que está ocorrendo no corpo de Cristo. Mostramos como essa música maligna infiltrou-se gradualmente na igreja com a bênção dos líderes cristãos, até o ponto em que muitas congregações não conhecem mais a diferença entre o sagrado e o profano. Mostramos na história do Rock secular, o declínio e a destruição dos valores da decência e de moralidade na sociedade. A igreja experimentará essa mesma decadência? A igreja vai abandonar seu papel de sal e luz e vestir as mesmas roupas da escuridão e da sensualidade que o mundo veste? Os perdidos estão precisando desesperadamente de ver algo diferente no cristianismo. Quando o cristão reduz seus padrões e caminha de mãos dadas com os perdidos no mesmo caminho largo, os perdidos só podem rir e zombar da hipocrisia. O fato de milhões estarem perecendo no Inferno deve nos fazer examinar nossos caminhos e nossos métodos de evangelismo. No nosso coração, só há amor por aqueles que sinceramente querem alcançar uma geração perdida para o Senhor Jesus Cristo. No entanto, quando os cristãos buscam a conformação com este mundo ímpio, em vez de buscarem os padrões de justiça e de santidade de Deus, isso é motivo para muita preocupação. Assim sendo, procuramos oferecer neste estudo uma repreensão fraternal para aqueles que, em nossa opinião, estão sendo mal-encaminhados. Pedimos que o leitor medite nas Escrituras, nas informações e nos argumentos apresentados neste texto. Nossa oração é que Deus o tire da lama e da contaminação deste mundo e o leve a caminhar de forma mais íntima com ele próprio, por meio de Jesus Cristo, nosso Senhor.

(Copie e distribua livremente, como achar necessário) 


Recomendamos também estes sites sobre o assunto:

Dial-the-Truth Ministries Excelentes artigos sobre Música Rock e Música Cristã Contemporânea. Não deixe de ler o artigo "Christian Rock: Blessing or Blasphemy?" Seus cabelos ficarão arrepiados.

The Jeff Godwin Archieve Contém muitos artigos sobre Música Rock e Música Cristã Contemporânea. Assista ao vídeo "What's Wrong With Christian Rock?" (Uma excelente exposição de uma hora de duração, ilustrada com clipes de músicas e entrevistas com artistas da Música Cristã Contemporânea, como Amy Grant, Michael Smith, Stryken, Mylon LeFevre, Banda REZ, Petra e vários outros.) Você ficará chocado!!
fonte: A Espada do Espírito

Leia também: O DIABO É O PAI DO ROCK 3 - It's Only Rock'n Roll... Mas mata!

6 comentários:

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamigo Paulo Machado,

A paz do Senhor!

Excelente postagem com responsabilidade e principalmente, neste momento em que a brincadeira nos púlpitos tornou-se calamitosa.

Vigiar, orar e não se acovardar.

O Senhor seja contigo, nobre Paulo,

O menor de todos os menores.

"LABAREDAS DE FOGO" disse...

Meu pastor e professor,

A Paz do Senhor!

Verdade; a falta de responsabilidade já não é notada pela grande maioria do “povo de Deus”, triste essa situação.

Pr. Newton estou sentindo muita falta, por eu não ter tido tempo, de nossas longas e edificantes conversas. Preciso de arrumar um tempo para elas. E muito obrigado pelo que, até aqui, aprendi com o pastor.

Que Deus continue a lhe abençoar com a sabedoria do alto!

Luis Paulo Silva disse...

Boa tarde na Paz do Senhor.

Prezado editor. Concordo com você quando diz que o estilo de vida cristão não combina com este estilo de vida roqueiro. Concordo por que a ênfase não é Cristo, e sim o estilo musical.

Com relação ao ritmo "rock" ele é uma mistura de outros estilos, e em si não é mal. É apenas mais um ritmo, assim como o sertanejo, a valsa, o forró, ou qualquer outro.

É importante discernir e saber os limites.Esta é a palavra chave: limites. O mal que o rock causa a algum cristão é o mesmo que qualquer outro ritmo pode causar, Deus quer saber se o coração está entregue a ele em adoração verdadeira pois Deus não tem preferência musical, tem preferência entre adoradores e não adoradores.

Assim como muitas pessoas cantam rock gospel para aparecer e para curtir som e mostrar as suas abilidades musicais, existem muitos que agem de maneira idêntica e que tocam outros ritmos.

A questão é: a musica é inspirada pelo Espírito Santo? Por que se for, independentemente do ritmo irá levar aquele que canta a adorar verdadeiramente. Se não for, trará mero prazer e diversão e emocionalismo.

Em Cristo,

LPS
www.despertaiceifeiros.blogspot.com

"LABAREDAS DE FOGO" disse...

Luiz Paulo, A Paz do Senhor!

O Rock, por causa das suas raízes, exerce uma influência tão forte que ultrapassa a questão, somente, do estilo. Fui aluno de guitarra baixo, de um componente de uma grande banda de rock gospel em sua escola de música. A parede do hall de entrada dessa escola era coberta de fotos de grandes roqueiros. A totalidade desses músicos de rock era de pessoas da pior espécie, a maioria satanistas, muitos declarados. Creio que essa influência foi o motivo da destruição dessa banda.

Além desse exemplo que citei tenho outro que vivi pessoalmente junto aos integrantes de uma banda, também gospel, que mesmo com um razoável sucesso, durou apenas 2 anos. Ao fim, um dos componentes, depois de uma vida de 25 anos consagrada a Deus, caiu tão feio que teve que ser internado em uma casa de recuperação pela volta ao uso de cocaína.

Gostaria que você tivesse razão mas, infelizmente, sua visão simplista, não corresponde a realidade.

Leia, em espírito de oração, os artigos recomendados e a série “O diabo é o Pai do Rock” aqui no Labaredas, que eu tenho certeza que você mudará essa visão.

Anônimo disse...

Esse argumento do uso de jaquetas é um comentário fajunto. O autor do documentário foi infeliz ao querer argumentar o visual utilizado pelos jovens querendo associar o uso de calças jeans e jaquetas ser usados por pervertidos e garanhões. Será que ele já observou o tipo de roupas usadas pelos bandidos que estão no palácio do planalto ? Paletó e gravata pra oprimir e roubar o povo. Utilize-se de outros argumentos, mas julgar as pessoas pelo estilo de roupa é ignorância.

Vinícius disse...

A paz do Senhor!!!
Eu pessoalmente discordo do que foi alegado acima pois sou evangélico me converti graças ao Rock por meio de um amigo roqueiro e não vejo nenhum problema com relação ao rock evangélico pois também exaltam e glorificam ao nosso Deus e também a própria biblia diz para louva-lo com todos os tipos de instrumentos mas trazendo isso para hoje em dia nao tem problema algum adorar a Deus com uma musica mais intensa e com total honra e glória a Deus eu concordo que com o Rock secular nao tem como mas o evangélico nao tem nada demais alem do mais como iremos conseguir a geração que está perdida se nao mostrar-maos a ele que podemos curtir o melhor da vida com jesus
e quanto a passagem:"me fiz de louco para conquistar os loucos, me fiz de forte para conquistar os fortes, me fiz de fracos para conquistar os fracos" como fica essa questão???